Skip to main content

"Pão-por-Deus"

Todos os anos assinalamos esta tradição, bem portuguesa. Desta vez, bateram-nos à janela e oferecemos bolinhos.

No dia 1 de novembro, as crianças vão em grupo, de casa em casa, pedir o Pão-por-Deus. Aceitam quase tudo, mas é costume que neste dia recebam produtos da terra, próprios desta época, tal como nozes, amêndoas, frutos secos, passas, romãs, maçãs e “Bolinhos dos Santos” que guardam no talego (saco de pano).

Em 2021, antecipámos esta celebração para o dia 30 de outubro, À semelhança do que acontece em vários locais do país, desafiámos os visitantes para que, enquanto pediam o “Pão-por-Deus”, entoassem alguns pregões tradicionais:

Venham à Quinta,
De talego na mão.
Entoem-nos um pregão com pinta
E levem uma doce recordação!

Foram várias as famílias que responderam e que se deliciaram com estes bolinhos, de canela e erva doce, feitos no nosso forno a lenha. 

E, como inspiração para o próximo ano, deixamos aqui ficar alguns pregões:

Bolos bolos

Em honra dos Santos

Bolinhos bolinhos

Em honra dos Santinhos!

 

Pão, pão, por Deus

À mandarola;

Encham-me o saco

E vou-me embora.

Senhora que está lá dentro

Assentada no banquinho,

Faz favor de se levantar,

E nos vir dar o bolinho

 

Pão por Deus

Fiel de Deus

Bolinho no saco

Andai com Deus