Skip to main content

Dia Internacional do Voluntário

O dia em que se celebra o esforço, a partilha de valores e de trabalho entre voluntários e organizações, dentro das suas comunidades.

A comemoração do Dia Internacional do Voluntário, que se assinala a 5 de dezembro, foi determinada pela Assembleia Geral da ONU, em 1985, como forma de reconhecimento da dedicação de tempo e energia de voluntários às organizações que os acolhem e da mais-valia que se reflete em toda a comunidade.

A este propósito apresentamos a Maria João, a nossa voluntário mais antiga, na Quinta desde 2008, a Isabel, que colabora connosco desde 2019 e o Paulo, que aqui chegou em 2014.

A Maria João concretizou aqui o desejo antigo de fazer voluntariado com animais e é desta forma que descreve esta experiência duradoura e já bem cimentada:
“Nem sei bem como descrever por palavras o que sinto quando estou na Quinta, no contato e relação  tão próximos que tenho com os animais. Penso e sinto que é exatamente onde devia/devo estar, é estar de alma cheia. Também não posso deixar de referir a relação com os funcionários em especial e com os visitantes como um aspeto importante e enriquecedor para a minha formação enquanto pessoa.”

A Isabel é uma voluntária mais recente e além da Quinta, divide o seu tempo com outras instituições. O seu propósito no voluntariado é cuidar e esta experiência tem-lhe trazido: “Muita paz de espírito. Especialmente neste período tão desafiante em que ainda nos encontramos. Após o grande confinamento, a QPO foi o primeiro sítio a abrir portas e onde pude recomeçar, com colaboradores verdadeiramente acolhedores e afáveis. Também o facto de, por vezes, aqui me cruzar com jovens cujas vidas não têm sido simples e tentar, de alguma forma, orientá-los é muito gratificante. E claro, isto além de ir adquirindo, aos poucos, conhecimentos maravilhosos sobre a agricultura que o Eng. Pedro pacientemente me vai ensinando. Enfim, uma excelente experiência, mesmo.”

O Paulo faz voluntariado na Quinta há sete anos, desde 2014, e chegou à Quinta através da Fundação AFID Diferença, uma Instituição de Solidariedade Social que visa promover a autonomia e o apoio social, saúde, educação e formação de forma sustentada, combatendo a exclusão.

Sendo escassas as palavras para lhes agradecer, quisemos mimá-los nesta data tão especial e, antecipando esta data tão especial, convidámo-los a vir à Quinta no sábado, dia 4, para juntos aprenderem como se faz  um Bolo-Rei.  Tiveram, ainda, direito a “miminho”, um cabaz com produtos fresquinhos da nossa horta!

O projeto de voluntariado na Quinta está integrado no Banco de Voluntariado de Lisboa e, atualmente, face aos constrangimentos criados pela pandemia, está suspenso e não estamos a aceitar novos voluntários. Esperemos que, em breve, o possamos fazer.

Não sendo possível nomear todos os que por aqui já passaram, não os esquecemos, ao todo 137 voluntários, que dedicaram à Quinta mais de 20 000 horas de trabalho. A todos, muito obrigado!